sábado, 4 de agosto de 2012

Aprendendo com Pequenos Grandes Homens

| No comment
Imagem
Meus irmãos, como compartilhei em um post anterior, sempre tive dificuldade em achar coesão entre estudos, trabalho e missões, sobre o que significa fazer a obra de Deus, etc. Também confessei que algo que me atrapalhava muito era a preguiça e a dificuldade de largar a vida boa p/ assumir as “responsas”.
E separei aqui alguns testemunhos de pequenos-grandes homens de Deus que marcaram a história que entenderam que não existe maneira de separar "espiritual" e "secular". Na vida do crente, tudo é pra Deus. Veja isso com Hudson Taylor e Jim Eliot (do filme Terra Selvagem). Sente só:

Hudson Taylor :
Assim, aos dezenove anos, Taylor aprendeu que poderia confiar em Deus e obedecer-Lhe em qualquer área de sua vida - aprendeu que se pode levar a sério Deus e Sua Palavra.
Após estudar medicina e teologia, foi para a China em 1854 como um missionário assalariado pela Sociedade para Evangelização da China. Em 20 de janeiro de 1858, após trabalhar num hospital por quatro anos, ele casou com Maria Dyer (1837? - 1870)”

Jim Eliot:
“Jim revelou-se um jovem bastante talentoso, destacando-se em todas as atividades que se envolvia. Era líder de sua classe, e detentor de uma brilhante oratória. Elaborou um aclamado discurso de honra em homenagem ao presidente americano, Franklin D. Roosevelt, por ocasião de seu falecimento. Graduou em "desenho arquitetônico" na High School e depois se transferiu para a faculdade cristã de Illinois, a Wheaton College, onde se graduou com as mais elevadas honras.
   Convicto de sua vocação e chamada, Jim prioriza seus estudos com o intuito de alcançar a melhor preparação possível para o seu ministério. Empenha-se no estudo do grego, já visando uma possível tradução do evangelho para alguma lingua nativa. Segundo o registro de seu diário, sua vida tinha sido profundamente impactada pelos testemunhos de missionários como David Brainerd e Hudson Taylor. Jim Elliot orava constantemente: "Consuma minha vida, Senhor. Eu não quero uma vida longa, mas sim cheio de Ti, Senhor Jesus. Satura-me com o óleo do teu Espírito...". Durante seus estudos conheceu Elizabeth Howard, que também tinha um chamado para missões transculturais. Apesar de seus sentimentos um pelo outro, aguardaram em oração a confirmação de Deus, e somente após a graduação eles se casaram.”

 O que vejo nesses homens é perseverança, diligência e excêlecnia em tudo que faziam. Vejo um profundo desejo de não SE satisfazerem simplesmente e se sentirem bem com o que fazem, mas um súbito desejo de glorificar e agradar a Deus onde Deus os colocasse e extrair o máximo de informação possível para ser bom. Parece que procuravam ser os melhores em tudo para que estivessem prntos à qualquer chamada de Deus para vida dEles.
Através desses dois homens, Deus fez grandes coisas no meio de outras nações, povos indígenas, etc. E tudo começou quando renderam-se a Deus e decidiram se preparar para fazer qualquer coisa que Deus os chamasse para fazer.

Glorifique a Deus com tudo o que tem!
Paulo Vitor.
Categorias :

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para comentar você pode usar sua conta Google (mesma do Orkut e do Gmail). Caso ainda não tenha uma conta Google, escolha "Nome/URL" e simplesmente coloque o seu nome. Se você não tiver um site, blog ou orkut deixe o campo "URL" em branco e manda ver!