segunda-feira, 14 de maio de 2012

Trabalhar ou ser Missionário?

| No comment
Imagem
Um testemunho...

Pra começar, eu já entrei no meu curso sem gostar. Alias, eu não gostava de nada hehe. Minha vida era boa, meus pais me davam tudo o que eu precisava, e entrei no curso pq meu pai ta na área.
Como sempre, mesmo sem reconhecer, gostei das coisas fáceis e vindas de mão beijada dos meus pais, escolhi isso até mesmo no meu curso.
                                   
Mas gloria a Deus pelas facilidades. O que tem que sair é a tal da preguiça! E entrar a honra e a gratidão! E eu vi que um grande problema que eu tinha era isso. EU tinha preguiça de estudar, tinha preguiça de me envolver nas aulas,me envolver com meus colegas, meu pai tem uma empresa e eu nunca vinha pra aprender alguma coisa, eu não conseguia focar sabe? E acabou que o desejo pela obra de Deus começou a brotar, mas brotar de uma maneira errada.
Quando batia os momentos de crise, ja logo vinha na minha cabeça:
"Vou ser um missionário!" kkk
Era um escape, saca? A obra missionária era algo muito distante. EU não conseguia enxergar o que realmente era. Então eu não precisaria medir os esforços pra poder projetar algo na minha cabeça.
Uma mente preguiçosa tem muito mas facilidade em idealizar algo distante do que viver e praticar algo que está perto. E logo vi que aquilo era um escape das responsabilidades.

Responsabilidades. É algo que nossa galera jovem ta FUGINDO! Tudo é mais facil. Tem jovem que não sabe fazer uma mala ou escolher um pedaço de frango (...kkk) no almoço. To exagerando mas é por ai.
Nossos pais ralavam para estudar. Hoje em dia tudo se resolve no Google. Nem precisamos ler. Ta pronto!!! Calculadora faz as contas e a gente vai desaprendendo a  pensar.

Só que, isso, eu vi a medida que buscava a Deus. Trabalho, estudos, honrar pais, todos fazem parte da ÉTICA CRISTÃ! E eram coisas que eu, apesar de orar muito, não praticava.
E uma coisa que eu já vi é que Deus não chama desocupado. Deus tem prazer nos diligentes!
Mesmo porque o trabalho, o bem estudar, o se submeter aos pais, te dignificam! E são processos únicos que a gente tem que atravessar para alcançar a plenitude e a satisfação em Deus.
E isso influencia total na vida espiritual! Esse desleixo com os estudos reflete em desleixo com a oração, com a leitura da bíblia. E essas são coisas básicas para quem quer trabalhar integralmente na obra.

Me lembro que uma vez me abri com o pastor Piva. Falei das minhas duvidas e que queria largar tudo para servir a Deus. E ai ele deu continuidade ao diálogo:

- Mas você já tem um grupo na faculdade? Já têm evangelizado seus amigos e professores?
Minha resposta:
- Não.

- Mas você tem liderado algo ou pastoreado alguém?
- Eh....acho que...não.



Conclui que tudo era um escape e que estava dando um passo maior que a perna. Eu não fazia nada! Daí resolvi recomeçar com os pés no chão.

Hoje vejo que tenho que fazer o que esta perto e colher o máximo de aprendizado possível. E que, fazendo bem feito tudo o que está na minha mão, eu glorifico a Deus e vivo uma vida sem arrependimentos no futuro.
Hoje vejo que se meu desejo é realmente glorificar a Deus, e não um escape pra minha preguiça, eu posso glorificá-lo estudando muito, e fazendo o meu melhor.

Não precisamos saber todos so passos, somente o próximo. (Ronaldo Lidório).
Se Deus tem algo integral para mim na obra ou não, não sei. Mas vou servir à Ele com o pouco que tenho, aonde eu estiver, na minha casa, faculdade ou trabalho. E sei que Ele só faz coisas para o meu bem.
Nem sempre a satisfação vem de imediato, mas na certeza de que estou na vontade de Deus, vou encontrá-la em breve.


 NaquEle que sempre trabalhou por nós e, em nós, e nos chamou ao trabalho,
Paulo Vitor.
Categorias :

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para comentar você pode usar sua conta Google (mesma do Orkut e do Gmail). Caso ainda não tenha uma conta Google, escolha "Nome/URL" e simplesmente coloque o seu nome. Se você não tiver um site, blog ou orkut deixe o campo "URL" em branco e manda ver!